Temos 3 motivos para você admirar – ainda mais – o empreendedorismo negro

Se você acha que já conheceu coletivos e movimentos fantásticos sobre a causa negra, dá uma olhada nesses 3 para ficar ainda mais engajado:

Movimento Black Money

Nina Silva foi eleita uma das 20 mulheres mais poderosas do Brasil pela Forbes e é considerada uma das 100 pessoas afrodescendentes, com menos de 40 anos, mais influentes do mundo pela Organização das Nações Unidas. Sentindo na pele as limitações criadas pelo preconceito, ela criou o Movimento Black Money como uma forma de incentivar o empreendedorismo negro conectando empresários e consumidores por meio de um marketplace. Conheça: movimentoblackmoney.com.br

Black Bird

Ao perceber a falta de viajantes negros comprando produtos turísticos, Luciana Paulino começou a estudar o consumo negro até investir no empreendedorismo social e criar uma plataforma de turismo para promover a equidade racial. Ao lado do sócio, Guilherme Soares, ela propõe uma visão mais inclusiva das experiências de viagem com a Black Bird. Apoie: blackbirdviagem.com.br

Rede de Profissionais Negros

Eleita pela Forbes Brasil um dos 100 brasileiros mais promissores com menos de 30 anos, em 2017, Lisiane Lemos é cofundadora da Rede de Profissionais Negros, uma ONG que conecta profissionais negros e empresas em busca de talentos. Se envolva: facebook.com/RDPNSP

Curtiu? Então curta-os de verdade nas redes sociais e dê apoio da maneira que você puder.

Juntos, construímos um mundo mais inclusivo!