6 programas educacionais que usam a nota do ENEM

Nos últimos anos, a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) passou a ser utilizada como parte da seleção de diversas universidades públicas. Por meio do SiSU (Sistema de Seleção Unificada), os candidatos escolhem o curso, a universidade e aguardam o resultado. Tudo pela internet. Além disso, você pode usar a nota do Exame de outras formas, como por exemplo:

  1. Inscrever-se no FIES.

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), é um programa do Ministério da Educação, criado para facilitar o pagamento de cursos superiores para os estudantes. O aluno pode optar pelo FIES depois de ter iniciado o curso superior, além de ter 18 meses após a formatura para pagar as despesas geradas ao longo da graduação, com juros de 3,4% ao ano.

Porém, algumas exigências precisam ser cumpridas: o curso escolhido deve ser presencial e possuir avaliação positiva segundo as normas do MEC; o candidato deve ter uma média de 450 pontos em todas as áreas da prova do ENEM, além de não zerar a redação.

  1. Concorrer às bolsas do ProUni.

O Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de 50% a 100% do valor total de cursos superiores em diversas universidades do país. Para se candidatar, é necessário possuir 450 pontos de média final no ENEM e não zerar a redação. O candidato também deve ter uma renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa e ter cursado o Ensino Médio na rede pública, ou recebendo bolsa integral em escolas particulares. E mais, se você for professor de escola pública, é possível usar o programa para financiar cursos de licenciatura.

  1. Participar do SiSUTEC.

Parecido com o SiSU, o SiSUTEC (Sistema de Seleção Unificada da Educação Tecnológica) também utiliza a nota do ENEM. Nesse sistema, é possível escolher dois cursos técnicos em escolas públicas ou privadas no país inteiro. Para participar, é necessário ter completado o ensino médio, além de não ter zerado a redação no ENEM. Lembrando que há instituições que exigem requisitos diferenciados, como nota mínima em áreas específicas da prova.

  1. Estudar no exterior.

Já pensou em fazer seu ensino superior na Europa? Com a nota do ENEM você pode se inscrever em universidades portuguesas, como a Universidade de Lisboa, Universidade de Coimbra, Universidade de Aveiro, entre outras. Porém, para os cursos de medicina, o governo português exige que o aluno brasileiro seja aprovado no vestibular de Portugal.

Vale destacar que algumas instituições fazem um programa de mestrado integrado à graduação, ou seja, o aluno já sai com um título de mestre.

  1. Participar do Ciências sem Fronteiras.

Entrou na faculdade e quer fazer um intercâmbio? A nota do ENEM pode ser utilizada para participar de programas acadêmicos como o Ciências sem Fronteiras. Para isso, você deve ter feito o exame a partir de 2009 e possuir uma média final de 600 pontos.

  1. Terminar o Ensino Médio antes do normal.

Isso mesmo, além de todos os programas de Ensino Superior e Técnico, é possível usar a nota do ENEM para substituir o certificado de conclusão do Ensino Médio. Mas existem regras: o candidato deve ter idade superior a 18 anos, fazer um mínimo de 450 pontos em todas as áreas da prova e 500 pontos na redação.

Viu só como o ENEM pode te abrir as portas para vários programas educacionais? Agora é só se preparar para novembro, quando as provas serão aplicadas, e depois escolher qual a melhor opção para usar sua nota.

Lembre-se de sempre ler os regulamentos dos programas para conferir possíveis especificidades e boa sorte!

Fonte: Site Novos Alunos