Festa Junina na caixa.

A festa junina na caixa já virou tendência nessa quarentena. Você pode criar caixas com bandeirinhas, doces juninos e itens decorativos para comemorar em casa. E, planejando-se com antecedência, você pode oferecer a amigos, vizinhos e familiares e garantir uma grana extra.

Tamanhos variados

Faça kits individuais e coletivos (tamanho família) para não excluir nenhum público. Uma boa ideia é oferecer sob encomenda o tamanho que o cliente desejar e até fazer kits para seus clientes presentearem a família inteira.

Arrase na decoração

A caixa, em si, pode ser simples e até de papelão mesmo. O charme está em lacinhos, chapéu de palha em miniatura, um papel seda colorido, bandeirinhas e o mais importante… OS LANCHES!

Escolhendo o cardápio

A criatividade é o limite. Ou seja, nenhum limite \o/ Paçoca, curau, milho cozido, maçã do amor, pamonha, pipoca, pinhão. Já deu água na boca!

E não se esqueça das bebidas da época como quentão e vinho quente. Neste caso, a venda é restrita apenas para pessoas +18 anos.

Diga alô aos seguimores

Com tanta comida gostosa e ideia boa, o que não pode faltar é o apoio nas redes sociais. Faça fotos do processo e do produto final. Decore com elementos juninos para ficar ainda mais chamativo. Se alguém provou, peça para a pessoa deixar um feedback do que achou. Tudo isso ajuda (e muito) a vender mais.

Entrega do arraiá

Opte por vender para familiares, conhecidos e vizinhos próximos. E, longe da gente impedir seu empreendimento de voar longe, então, quando o seu negócio explodir, comece a cogitar apps de delivery e serviços especializados.

Hoje em dia, existem diversas opções, até um coletivo apenas de mulheres que entregam pedalando bikes em algumas cidades. Vale pesquisar e ajudar pequenos empreendedores, assim como você!

Fiz as contas e… lucrei

Uma boa ideia é fazer a primeira caixa e entender os custos em sua planilha (ou caderno):

MATERIAL | CUSTO GERAL| RENDIMENTO | CUSTO UNITÁRIO

Na primeira coluna coloque o nome do produto. Na segunda, o custo dele e, na terceira, quanto ele renderá no seu kit. Ex. 1 saco de milho para pipoca pode custar X, mas rende para XX caixas. Agora é só dividir X por XX e incluir o valor no custo unitário. Fazendo isso, você saberá qual seu preço de custo quando incluir todos os itens e definir sua margem de lucro.

Olha a grana extraaaaa!

É mentira? É VER-DA-DE.

Com essas dicas, ocê vai vender por dimais, sô!

E esse arraiá na caixa será só o início do seu novo negócio.