Como calcular o preço do seu produto na hora de empreender?

Definir o preço do seu produto de forma correta pode salvar uma empresa. Assim como o contrário, pode causar um estrago gigantesco no caixa. Uma tarefa tão importante assim, não precisa ser difícil, mas deve ser feita com calma e planejamento.

Por isso, hoje trouxemos algumas dicas que podem ajudar a fechar a conta (e abrir negócios):

CUSTO DE PRODUÇÃO

É o valor investido para confeccionar o seu produto. Além dos materiais, é importante que sejam considerados pequenos “detalhes” como: tempo, mão de obra, luz, água, gás ou até mesmo o espaço utilizado para isso. Tudo precisa ser somado.

VALOR DE VENDA

É o valor cobrado aos seus clientes. Ele precisa te trazer retorno financeiro (lucro).

SOMANDO TUDO

Para entender melhor, vamos exemplificar: se você vende doces, o cálculo precisa conter:

Material para fazer o doce: R$ 10

Mão de obra: R$ 5

Impostos e despesas fixas: R$ 10

Somando tudo: R$ 10 + R$ 5 + R$ 10. Ou seja, o valor de custo do doce é de R$ 25.

Para calcular o valor de venda é necessário decidir o percentual de lucro. E então acrescentar ao valor de custo.

E COM SERVIÇOS?

Neste caso, os principais valores são o tempo investido, o conhecimento do profissional e despesas de: local, internet (em casos de serviços on-line), deslocamento, etc.

BENCHMARKING

Você já deve ter ouvido falar em benchmarking – uma análise minuciosa da concorrência – para descobrir os diferenciais do seu produto em relação aos outros do mesmo segmento. Além disso, é muito importante estar de olho nos preços praticados. Isso ajuda a entender se apenas um produto é o suficiente para manter a empresa girando e, se ele está atraente/competitivo em relação aos demais.

Existem outras técnicas semelhantes para fazer este cálculo. O mais importante é por tudo na ponta do lápis (ou da planilha) com calma e garantir o melhor para o seu empreendimento.

Fonte: Contabilizei, Conube e Controle Financeiro.