Antes de mais nada é preciso se increver num programa de milhagem. Faça parte dos principais clubes de milhagens, mesmo de cias aéreas que você não faz questão de viajar. Lembre-se de guardar os dados e as senhas do seu cartão e de seu acesso em um lugar prático – isto pode parecer super óbvio, mas como não se usa estes dados com frequencia, dificilmente você vai lembrar deles daqui a um tempo, quando precisar aproveitar uma promoção, por exemplo.

Abaixo damos dicas para você viajar gastando pouco desde as passagens até hospedagem, alimentação e transporte.

1: Fique atento às promoções

Cadastre-se para receber emails das promoções das cias aéreas. Siga-as no twitter ou no Facebook. As empresas usam as redes sociais para comunicar as promoções. Uma boa fonte é o Melhores Destinos.

Grande parte das promoções acontecem nos finais de semana. Começam na sexta feira à noite e vão até 6h da manhã de segunda-feira. Geralmente quando uma empresa faz promoção, a concorrente também faz, no mesmo período ou logo em seguida.

2: Acumule milhas

Há diferentes formas de você fazer isso, como:

– Transformar seus gastos no cartão de crédito em milhas. Informe-se no seu banco sobre o assunto!

– Ficar atento aos serviços que você utiliza. É possível acumular pontos em lavanderias, hotéis e empresas de aluguel de carro. Não deixe nenhum ponto passar batido!

– Assinaturas de revistas

– Com Cartão de Crédito do tipo PLATINUM, que acumula quase 50% a mais que os cartões comuns.

3: Hospede-se em hostels

 Ao redor do mundo, muitas pessoas já estão acostumadas a frequentar hostels em viagens nacionais ou internacionais. No Brasil, o mercado não é muito grande, mas aos poucos vem ganhando espaço e se tornando uma opção econômica e divertida. Além de o preço ser menor do que o de hotéis, você ainda aproveita a oportunidade para conhecer pessoas e trocar experiências, já que esse tipo de hospedagem incentiva o convívio e a coletividade.

4: Opte pelo prato do dia

 Para uma alimentação econômica, saia do eixo turístico.  Os restaurantes nos principais pontos turísticos sempre são mais caros do que os de regiões mais “normais”. Além disso, vários restaurantes oferecem no horário do almoço o Prato do Dia, o famoso PF. Por um preço em conta você aproveita uma entrada, o prato principal, e, às vezes, até uma bebida e sobremesa!

6:  Use o transporte público

Usar ônibus ou metrô é, com certeza, um jeito de gastar menos. Várias cidades têm um transporte coletivo bem organizado, fácil de usar. Às vezes compensa comprar um cartão com várias passagens, a um preço mais acessível. E, claro, sempre que puder vá a pé ou de bicicleta. Você consegue conhecer muito melhor os lugares por onde está passando!

FONTE: Oba Oba