Já ficou com aquele cansaço durante a tarde? Aquela preguiça te atacou depois do almoço e você sentiu que a energia foi reduzindo aos poucos? Isso pode ser resultado do que você comeu ou deixou de comer. O segredo é ficar de olho na alimentação, para não deixar a produtividade cair.

Pensando nisso, listamos 6 hábitos alimentares que podem prejudicar a sua produtividade. Fique de olho!

1 – Não tomar café da manhã.

Sua mãe está certa quando diz que saco vazio não para em pé… Não dá pra sair de casa de manhã sem se alimentar, pois o nível de açúcar do sangue cai depois de uma noite de sono e isso diminui a energia do corpo. Por isso, no café da manhã, coma alimentos ricos em proteína, como iogurtes, leite e frios.

2 – Almoçar alimentos ricos em carboidratos.

Escolha carboidratos que seu corpo demora para digerir, como feijão, lentilha, etc. Evite arroz branco, macarrão, refrigerantes e sucos concentrados, pois eles são digeridos rapidamente e isso faz com que a sua energia tenha picos e quedas inesperados.

3 – Não almoçar.

Para pensar e agir você precisa de energia! Então nem pense em pular o almoço, pois é com ele que você consegue manter seu corpo funcionando. Os especialistas recomendam comer algo a cada duas ou quatro horas, para manter a energia do corpo e não perder a produtividade.

4 – Beber muito café.

Você é daqueles que bastou sentir um cansaço e já corre pro cafezinho? É compreensível, pois a cafeína realmente dá energia, mas se você beber muito, o efeito pode ser contrário. Evite tomar mais do que quatro xícaras por dia, porque você pode ficar inquieto, irritado e com dor de estômago.

5 – Não beber muita água.

Ficar desidratado pode prejudicar suas funções cerebrais, além de atrapalhar na concentração e na memória de curto prazo. Lembre-se: tente consumir dois litros de água por dia.

6 – Comer muitos doces durante o dia.

Tudo bem, depois do almoço pode bater uma vontade de comer um docinho, mas é melhor se conter, pois da mesma forma que os doces elevam o nível de açúcar no sangue, também baixam muito rápido, o que vai causar sonolência.

É tudo uma questão de escolha, então fique atento ao seu dia a dia e tente identificar se você tem algum desses hábitos.

Fonte: Uol Economia