Fim e início de ano são dois períodos em que os gastos são naturalmente maiores. Seja com festa de réveillon, presentes, férias etc., este é um momento de grande saída de dinheiro. Mas isso não pode ser uma desculpa para não se preparar e se endividar, certo?

Você precisa entender como funciona a sua sazonalidade financeira, ou seja, identificar os momentos naturais em que os gastos são maiores ou menores.

Com isso em mente, você consegue se preparar, economizando antes dos períodos de maior gasto e guardando uma grana extra.

Por exemplo, em janeiro há gastos recorrentes e dos quais você não pode abrir mão, como IPVA, IPTU, matrícula escolar, material escolar, compra de uniformes, etc.

Então faça a boa e velha listinha. Ela te ajudará a ter ciência de que um valor específico sempre será necessário e você poderá agir caso perceba que surgirá algum gasto extra.

Fonte: Finanças Práticas.