Ao ganhar o Prêmio Nobel de Economia em 2002, Daniel Kahneman revolucionou o estudo das relações entre os perfis de investidores que cada pessoa possui e as decisões financeiras que elas tomam. Esse novo ramo das finanças quer entender qual é o papel da psique humana na tomada de decisões quando se trata de dinheiro.

Então, resolvemos listar 8 comportamentos que podem te impedir de enriquecer. Fique atento!

  1. Ansiedade.

Já ouviu falar que “a pressa é a inimiga da perfeição”? Pois é, o comportamento ansioso leva algumas pessoas a fazerem compras sem controle, tomando decisões financeiras precipitadas em busca de um resultado a curto prazo. Portanto, sempre que você for comprar algo, ou investir algum dinheiro, pense se realmente precisa daquilo e se não há melhores opções.

  1. Arrogância.

Comprar coisas apenas para manter uma imagem pode ser sinal de baixa autoestima e é uma atitude perigosa para quem quer enriquecer. E mais, ser arrogante dificulta a relação com outras pessoas, o que pode te prejudicar na aprendizagem. Lembre-se, humildade é uma característica fundamental para quem quer ficar bem de vida.

  1. Descontrole emocional.

O autoconhecimento é essencial para quem quer prosperar. É simples, se você sabe o que quer, então não vai gastar com o que não deve, ou mesmo fazer investimentos que não condizem com o seu objetivo. Então, estabeleça bem o que você quer conquistar e monte um plano de ação, tente não agir impulsivamente e acredite que a recompensa a longo prazo será muito maior do que o prazer momentâneo e imediato.

  1. Procrastinação.

Como mencionamos, ter pressa não ajuda no enriquecimento, mas também não dá pra deixar tudo pra última hora, não é? Aquele plano de iniciar uma poupança, investir em ações, montar um negócio, não pode ficar só nas ideias, é necessário perder o medo e colocar em prática.

  1. Introversão.

Sempre sem exageros, a pessoa que enriquece sabe ser ousada, aproveitando os momentos da vida social para ampliar a rede de contatos. Não dá pra ser muito rígido consigo mesmo, é sempre bom conhecer coisas novas, experimentar e não ficar isolado.

  1. Pessimismo.

Geralmente, quem é pessimista não é proativo e isso é percebido pelas pessoas à sua volta. Quem é otimista sempre interage bem com os colegas de trabalho e conquista mais espaço. Então, não desista facilmente e estimule as pessoas a buscarem soluções com você.

  1. Acomodação.

Ficar com medo produz acomodação, mas ninguém enriquece parado. Além de sonhar, é necessário colocar em prática. Enfrente os desafios e faça seus planos funcionarem.

  1. Impaciência.

Para alcançar seus objetivos é necessário ter paciência. As coisas, via de regra, não acontecem de uma hora para outra. Você tem que plantar, cultivar e esperar florescer.

E aí, você se identificou em algum desses comportamentos?

 

Fontes: Exame/ Época Negócios/ Dr Money