A cultura é formada por costumes e estes, por sua vez, são expressados nas palavras. Isso não muda quando falamos de finanças. Por exemplo, você sabia que existe uma diferença entre “guardar dinheiro” e “poupar dinheiro”?

Para começar, “guardar” carrega uma ideia de que o que foi guardado pode ser utilizado a qualquer momento, basta com que um imprevisto aconteça ou que você queira algo supérfluo, ou seja, guardar dinheiro significa que não há um objetivo para ele.

Por outro lado, “poupar” indica que há um cuidado com o dinheiro, que ele será nutrido. Nesse sentido, diferente de guardar, quem poupa tem um propósito, escolhe bem onde aplicar o dinheiro e possui disciplina.

E você, guarda ou poupa dinheiro?

Fonte: Me Poupe!