Presentes, brincadeiras e muita risada. O Dia das Crianças tem um significado muito profundo: celebramos a inocência e a felicidade natural que essa fase da vida emana. Com o tempo, crescemos e temos que enfrentar os desafios da vida adulta, mas nos esquecemos como éramos quando pequenos. Talvez a gente possa olhar para o comportamento das crianças e aprender algo.

Por exemplo, elas não têm medo de questionar, porque precisam conhecer as coisas à sua volta e isso se dá porque elas são inocentes, não pensam duas vezes antes de perguntar sobre algo. Nós adultos, porém, tendemos a ficar calados e deixamos de aprender muita coisa pelo simples fato de não questionarmos.

O mesmo acontece quando precisamos de ajuda. Pode ser que, com o tempo, um adulto se torne arrogante, mas as crianças não, elas pedem ajuda sem medo de parecer fracas. Elas arriscam, pois não ficam pensando em todas as variáveis de uma atitude.

Os pequenos não têm limites, vivem num mundo mágico, onde podem fazer coisas incríveis e acreditam em seres fantásticos. Poderíamos recuperar essa capacidade de ver a vida de uma forma positiva e divertida.

Já percebeu como as crianças expressam seus sentimentos? Elas choram, riem e dizem que amam sem medo. Além disso, elas aproveitam a vida, brincam até cansarem e ainda querem mais, e se por um acaso lhes falta algo, elas criam, pois sabem improvisar para suprir as necessidades materiais.

É, parece que a criançada pode nos ensinar muitas coisas, por isso faz todo sentido que celebremos um dia dedicado a elas, não é mesmo?

 

Fonte: Desassossegada