Vai declarar o IR e quer garantir a maior restituição possível? Então, em primeiro lugar, organize todos os documentos que comprovem gastos com educação, previdência, dependentes, saúde, empregada doméstica ou, no caso de profissionais autônomos, despesas de livro caixa.

Separamos algumas dicas para te ajudar:

Modelo da declaração

Você opta pelo simples ou completo? Informe todos os seus gastos e os de seus dependentes. O programa de preenchimento da Receita Federal te mostra qual o mais vantajoso.

Saúde

Não existe um limite para dedução em gastos com saúde. Porém, fique atento porque nem todo gasto médico é aceito. Ao declarar, certifique-se de que é possível comprovar todas as despesas com recibos ou notas fiscais.

Previdência

Se você tiver um plano de previdência privada PGBL, a Receita permite a dedução de até 12% dos rendimentos tributáveis.

Autônomo

Quem é autônomo não pode esquecer de informar as despesas de suas atividades, como aluguel, telefone, água, luz, manutenção, salários de empregados e encargos sociais, além, é claro, dos seus rendimentos. O total dessas despesas deduzirão deduzirá a base para cálculo do imposto a pagar.

Doação

É uma forma de aumentar a restituição, mas somente para quem fez ano passado e, esse ano, escolher o modelo completo. Tem um limite de 6% do Imposto de Renda devido e não serve para todo tipo de doação. A dedução vale para doações feitas a fundos de direitos da criança e do adolescente e aos patrocínios a projetos enquadrados como incentivo a atividades culturais, artísticas e incentivos a atividades audiovisuais.

INSS de empregado doméstico

Se tiver empregado doméstico, é possível lançar os valores pagos ao INSS. Esse ano, o limite é de R$ 1.152,88. O valor pode ser diminuído diretamente do valor do imposto a pagar. Uma dica para quem tem duas empregadas é fazer um registro em nome de cada cônjuge, dessa forma, poderá diminuir o valor em cada declaração.

Pai e mãe

Sabia que declarar pai e mãe como dependentes permite abater as despesas com assistência médica? Pois é. Porém, fique atento, pois os rendimentos deles serão somados aos seus na declaração e, assim, podem aumentar a tributação. Veja se a soma dos abatimentos é superior ao imposto gerado por conta dos acréscimos aos seus rendimentos.

Dentista

Se você ou seus dependentes fizeram tratamentos como: colocação de dentaduras, coroas ou pontes (que são consideradas próteses dentárias), pode haver dedução em sua declaração, desde que tenha os recibos e notas fiscais gerados por dentista ou clínica dentária.

Educação

Gastos na educação, suas ou dos dependentes, podem garantir abatimento em sua declaração. Despesas com ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior, o que engloba graduação e pós-graduação têm limite individual de dedução de R$ 3.375,83.

Declaração conjunta

De acordo com consultores, essa opção pode ser interessante quando um dos cônjuges tem imposto a pagar e o outro, valores a deduzir. Se o casal faz as declarações separadas, o benefício com limites de isenção vale para cada declaração. Porém, considere também que, ao declarar em conjunto, a soma dos rendimentos pode alcançar uma faixa de tributação maior. Pode-se fazer uma simulação de declaração e ver o que fica melhor.

E aí? Gostou das dicas? Compartilhe aqui nos nossos comentários!