A redução do IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados -, anunciada pelo governo, e as melhores condições de financiamento deixaram o mercado automotivo aquecido no mês de junho. De acordo com a Fenabrave – Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotivos, as vendas aumentaram cerca de 20% desde dezembro de 2011

Com esse impulso dado pelo Estado, muitas montadoras aproveitam para realizar feirões de carros novos e usados a preços mais baixos. Ou seja, essa é a hora mais que certa para trocar de veículo ou comprar o tão sonhado carro zero.

Ainda assim é preciso tomar alguns cuidados para não ganhar um problema.  Confira as dicas do Procon para quem está pensando em comprar ou trocar de carro:

  • Nunca compre por impulso. É necessário avaliar se há mesmo a necessidade de comprar um carro novo neste momento. Analise tudo, condições de pagamento e entrega do veículo, descontos, juros, acessórios.
  • O ideal é pagar o carro à vista. Se isso não for possível, é recomendável dar uma entrada de, ao menos, 20% do valor do carro. Quanto maior a entrada, melhor.
  • Uma dica muito importante é evitar o parcelamento em muitas vezes. Quanto menos parcelas, menos juros.
  • Além da prestação, leve em conta também os gastos mensais e extras com o carro, como combustível, manutenção, seguro etc.
  • Outra dica importante é sobre as financeiras. Fique atento, pois elas não podem cobrar a emissão do boleto de pagamento nem a taxa de cadastro.
  • O consumidor pode entrar em contato com o Procon sempre que estiver em dúvida sobre alguma compra ou se sentindo lesado de alguma forma. Basta ligar no telefone 151 (na capital paulista) ou acessar o site: http://www.procon.sp.gov.br/

Depois de avaliar todos os prós e contras e fazer valer seus direitos como consumidor, é só fazer as contas e desfilar de carro novo por aí!